Proposta de Oficina 
Poesia Blackout
Diego Pansani

O QUE É?

A Poesia Blackout (Blackout Poetry) grifa, rasura, destaca, ilumina, ofusca, corta, desentranha uma nova mensagem, recicla um sentido, reformula uma rima: propõe uma coisa nova. Ela é um estilo de poema visual e ao mesmo tempo uma maneira de fazê-lo. A ideia é unir cor, textura, desenho, grifos, palavras a outros textos de autoria e formatos variados, recriando assim um novo texto-poema diferente do anterior e com apelo visual.

Causas da Cor da Piscina
Diego Pansani
Nenhuma Poesia (2019) – Editora 7Letras



O QUE SERÁ FEITO?

A oficina abordará brevemente a teoria por trás da poesia blackout e se concentrará na proposição de exercícios práticos semanais. Ao fim de sete encontros teremos material para publicarmos uma pequena antologia digital em blog de acesso livre. Haverá acompanhamento individual e em grupo para a seleção dos poemas blackouts a serem publicados.


COMO SERÁ FEITO?

A oficina poderá ser online, presencial ou adotar um sistema híbrido. Turmas de no máximo trinta pessoas.


PÚBLICO-ALVO

Todas as idades.



Diego Pansani tem 36 anos e nasceu em Campinas-SP. É autor dos livros O Amador (2018) e Nenhuma Poesia (Proac-2019). Integrou o CLIPE – Casa das Rosas, modalidades prosa e poesia. Tem publicações em diversas revistas literárias tais como Revista Escamandro, Quatro Cinco Um, Jornal Rascunho, Mallarmargens, Lavoura, Philos, etc. Integrou a antologia Off-Flip – Paraty em 2020. Eleito um dos melhores livros do ano (Nenhuma Poesia, 7letras) em 2019 pelo Suplemento Pernambuco. Foi contemplado pelo Proac-2021 e desenvolverá o projeto Blackouts do Futuro (inédito) com a bolsa de criação literária do Estado de São Paulo. Ministrou oficinas na Unicamp, Institutos Federais, SESC, escolas públicas etc.

Compartilhar: